sexta-feira, outubro 06, 2006

Furacão

Como é do conhecimento de todos, graças à capacidade que a comunicação social tem de hiperbolizar a gravidade das situações, recentemente passou ao largo dos Açores um furacão de sua graça, Gordon!
Previsto estava que este "desfizesse" várias ilhas do arquipélago, mas devido a uma súbita alteração de curso, afastou-se fazendo-se sentir com maior intensidade apenas em Santa Maria.
Com câmaras montadas em vários pontos estratégicos(note-se q apenas em S.Miguel) a RTP-Açores preparava-se para uma transmissão all-night, na esperança de captar a fúria da intempérie.

5 da matina em Santa Maria, o famoso pequeno almoço na casa Stop, na tv as ridículas imagens que de um dia Outono se pareciam tratar, chuva, o mar mal conseguia fazer balançar os mastros dos iates que na baía de Ponta Delgada haviam procurado abrigo, o tópico da conversa entre os presentes, o furacão, e a frase mais ouvia, "Isto não é nada!".
Redimido regressei a casa sem experimentar em primeira mão a força deste colosso natural.
Ou assim pensei que seria.

7 da manha, um vendaval desgraçado fustigava chez moi, dei por mim às corridas à procura de serrotes e barrotes para travar janelões e portas, esquemas e engenhos fiz de tudo para impedir a "implosão" dos vidros.

9 horas, o pior passou, na tv as hilariantes imagens de São Miguel faziam-se passar e no noticiário dizia-se que o furacão se havia desfeito, não causando danos aos Açores.
Pois, porque se em São Miguel nada se passa, nos resto do arquipélago muito menos. Errado.
Acabava de tomar conhecimento que árvores massivas habituadas ao fustigar dos mais fortes ventos, haviam sido derrubadas, quebradas pela metade, outdoors publicitários dobrados até ao nivél térreo, entre outras coisas.

Agora, após reflexão e sem brincadeiras, fez vento, bastante vento, mas mesmo assim acho que por mais vento que fizesse não iam cair casas, talvez partir uma janelas, voar umas telhas.
Isto como introdução ao que se segue: Estados Unidos.

Todos os anos aquela quente é fustigada por Furacões, Tornados, Tempestades Tropicais e nós vemos na televisão toda aquela destruição, casas, bombas de gasolina, restaurantes, tudo arrasado, e pensamos: "que horror, que horror, que horror", mas por outro lado, talvez o nosso lado europeu nos faça pensar: "Blocos, nunca ouviram falar de blocos?"
Todos os anos é a mesma coisa, vendaval, casas de madeira e afins tudo pelo ar!

Isto faz-me pensar... "Será que o Sul dos Estados Unidos foi construido apenas pelos primeiros 2 porquinhos?!"

5 Comentários:

Anonymous zé rocha disse...

lol, olha k ainda acordei com as persianas a bater eh eh lolol, mas a minha casinha entao domina, made by third porkin lolol

10/06/2006 8:04 da tarde

 
Anonymous Butterfly disse...

lolololollol!!! ehehe!
Provavelmente a obra é mesmo dos primeiros 2 porquinhos, mas o lobo mau vive na casinha de pedra branca!!!! ou será também ele um suino???

10/06/2006 8:15 da tarde

 
Blogger Samuel disse...

Que queres dizer com "hiperbolizar" ? :P Sabes bem que este blog também é frequentado por gente de campo não podes andar assim a escrever palavras com mais de 3 silabas a torto e a direito, francamente batistinha :S

Mas fez vento nos Açores foi? Na televisão parece que foi uma leve brisa que passou por lá, tu também estás sempre a exagerar, ai ai.

10/06/2006 10:34 da tarde

 
Anonymous zé rocha disse...

lololol ele explicou por ai mas tu como homem do campo que és! LOLOL (joking) nao apanhaste, la a RTP akela kerida RTP lol cagou na nossa ilhota por ser pekenita, e as previsoes nem estavam apontando para que passa-se por cima de santa maria, mas acabou por mandar akele drift no grupo central e veio pa cá, panel*irote do gordon...

10/06/2006 11:34 da tarde

 
Anonymous Kuda disse...

O Gordon era mariquinhas até aparecer depois foi um paneleiro fdd lol

10/08/2006 11:05 da tarde

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial